BATISTA Kids
02 de August de 2017

Seus filhos estão se divertindo o suficiente?

Propiciar e estimular brincadeiras na infância é o maior legado que podemos deixar para as futuras gerações. Criança que não brinca terá dificuldade para decodificar o mundo.
 
Brincar é coisa séria. É sério porque é na brincadeira que a criança desenvolve habilidades motoras e cognitivas, exercita a criatividade e a imaginação, vivencia sentimentos como vitória e frustração, raiva e alegria, posse e perda. É quando ela se conecta a outros seres - reais ou imaginários – e com quem divide emoções, narrativas e aventuras. É quando a criança se entrega ao prazer genuíno. A brincadeira não é só estruturante do sujeito, mas é também o momento em que a criança se entrega ao espontâneo para fazer o seu trabalho: entender o mundo. 
 
O conhecimento sobre a importância do brincar para o desenvolvimento humano é de quase um século e a cultura lúdica sempre acompanhou a humanidade. As famílias, muito preocupadas em educar para o futuro e o sucesso profissional, enchem o dia das crianças com atividades extra-curriculares. Algumas preferem meninos e meninas quietos e seguros em frente às telas e há ainda aquelas que não conseguem entender como é possível gavetas cheias de brinquedos e crianças entediadas. 
 
Brincar prescinde tempo!
 
A brincadeira é a linguagem da criança. E o brincar é a linguagem do espontâneo. O que de melhor podemos fazer para meninos e meninas é propiciar a eles tempo, espaço e liberdade para se entregarem ao prazer genuíno da brincadeira. E confiar. As crianças são as maiores especialistas do brincar. Vamos conversar sobre brincadeira?
 
Brincar ensina tudo!
 
Infelizmente, não é todo mundo que vê na brincadeira uma oportunidade de aprendizado, leitura de mundo, conhecimento das regras sociais, de fortalecer laços afetivos. Em muitos casos, brincar ainda é visto como perda de tempo.
 
Hoje há muita dificuldade, na prática, as famílias compreenderem a importância do brincar para as crianças. Pais e mães querem caderno repleto de atividades pedagógicas. E é um desafio resgatar, com as famílias, a importância do lúdico na infância.
 
A realidade da educação infantil é que uma criança tem que ler com 6 anos e que, em geral, na escola, há um excesso de conteúdo e, muitas vezes não propicia tempo livre para o brincar. “São tantas as atividades pedagógicas como se o lúdico não fosse fundante do sujeito. Já dizia Paulo Freire, primeiro a gente lê o mundo para depois ler as letras. E como a criança vai ler o mundo? Brincando. 
 
Essa ansiedade por resultado não favorece o livre brincar e pode, inclusive, esconder um lado perverso da relação do adulto com a infância. Brincar é em si uma atividade desinteressada (no sentido de não ter um objetivo específico) que a ajuda a preparar para a vida.
 
Queridos pais e responsáveis, a inteção desse texto é, incentivá-los a brincar mais com suas crianças e, não estamos falando aqui de ir para o shopping, comprar um brinquedo caro ou apenas comprar algo para que seu filho brinque sozinho. Queremos encorajá-los a criar uma parceria com seus filhos atráves das brincadeiras. Brincar é construir parceria!
 
Pais e mães que brincam com seus filhos e filhas estão dizendo ‘somos parceiros em tudo’. O valor da vida para a criança é o valor que a família dá. É importante que o adulto também tenha seus momentos lúdicos. Aproveite esse tempo com seus filhos!
 
"Instrui o menino no caminho em que deve andar, e até quando envelhecer não se desviará dele." (Provérbios 22:6)
 
 
FONTE: Site Saúde Plena - Com adaptações

Notícias

Formatura 4º Período 201720/12/2017 - Educação Infantil

Formatura 4º Período 2017


Venha ser Feliz no Colégio Batista09/11/2017 - Novidades para 2018

Venha ser Feliz no Colégio Batista


15 brincadeiras para fazer com as crianças antes que elas cresçam27/10/2017 - Dicas para brincar

15 brincadeiras para fazer com as crianças antes que elas cresçam


107 Anos Colégio Batista Fluminense25/10/2017 - Grandes coisas fez o Senhor por nós!

107 Anos Colégio Batista Fluminense